fechar X
assine
Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades



Revista Vida Natural de novembro

Publicado em 16 de Dec de 2015 por Kelly Miyazato |COMENTE

A Revista Vida Natural de novembro está recheada de novidades. Fique por dentro!



 

Revista Vida Natural de novembro, edição nº 58

Você consegue se lembrar da última vez em que ­ ficou em silêncio? Não porque você não estava falando nada sem querer, mas em que você se calou apenas para ouvir o que o seu coração diz? Pois é, eu também não lembrava. Mas foi quando nós tivemos a ideia de escrever essa matéria é que eu resolvi­ ficar propositalmente quieta, e o resultado é um pouco incômodo.

Quando você para por alguns minutos, a sua mente demora para desacelerar. É como se ela dissesse: aproveite para terminar aquele livro, telefone para a sua amiga ou vá ver aquele programa de TV. É como se a nossa mente quisesse continuar se alimentando de estímulos e de ocupações.

Passados os primeiros minutos, a calmaria vai chegando, e essa quietude vai da mente ao coração, que desacelera, e você pode acompanhar a respiração fluída e tranquila. Não é fácil, eu sei, mas quem fez dessa prática um hábito garante que os benefícios são enormes.

Não por acaso, essa tranquilidade nos leva a nos conhecermos melhor, a ouvir cada reação do nosso corpo, e o resultado desse movimento é a consciência corporal que adquirimos e nos faz entender como cada uma das nossas células responde.

Na nossa matéria de capa, essa é a linha mestra para combater um mal que acomete dos jovens aos idosos: as dores crônicas. Engana-se quem pensa que esse é um problema para quem está no ­ fim da vida. Até mesmo crianças sofrem desse mal, e o tratamento medicamentoso é quase inevitável.

Como identi­ficar uma dor crônica? Se ela persistir por mais de três meses, já entra nessa classi­ficação. A boa notícia é que existem alternativas menos invasivas (e que não geram outros problemas) para controlar essas más sensações.

O exercício físico, tão bené­fico para tantas outras questões de saúde, é a grande estrela do tratamento e­ficaz. Além do tradicional fortalecimento com musculação e outras atividades mais tradicionais, o tai chi chuan e a ioga são poderosos para quem precisa controlar as reações da dor.

A máxima “quanto mais cedo, melhor” funciona muito bem para esse caso. É por isso que também trazemos um guia de ioga infantil para os pequenos começarem a prática oriental desde cedo. Esse é um convite para eles e para vocês: que tal? Vamos tentar?

 

*Por Ana Sniesko | Adaptação Kelly Miyazzato.

 

Para assinar a revista Vida Natural pela internet, clique aqui.


 

 


COMENTE