fechar X
assine
Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades



Música e exercício físico

Publicado em 23 de Sep de 2015 por Redação |COMENTE

Grande aliada nos momentos de academia, a pessoa deve ter cuidado com o que vai ouvir



Texto Lila de Oliveira | Foto Pixabay | Adaptação Web Guilherme Bomfim

música

Ouvir música durante os exercícios é uma prática comum

Músicas aceleradas, geralmente em volume altíssimo, costumam ditar o ritmo do exercício físico nas academias de ginástica. O que pode parecer apenas benéfico, por ser estimulante, nem sempre é saudável, pois o gasto de energia acaba sendo maior. A liberação da endorfina passa, então, a ocorrer mais rapidamente, proporcionando ainda mais prazer a quem pratica a atividade. Nesse estágio, a pessoa fica “anestesiada” e muitas vezes não percebe a intensidade do esforço que está realizando, o que pode levar a lesões musculares e perda de equilíbrio. A força exagerada também exige uma maior circulação de sangue nos músculos, acelerando o coração, o que pode ser bastante perigoso.

Fonte: Fernando Pimentel, professor titular de neurofisiologia da Universidade Federal de Minas Gerais

Revista Vida Natural | Ed. 53


COMENTE